Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

coisanen1a

Tentativamente Poesia!

coisanen1a

Tentativamente Poesia!

P2

FOTO P P2.jpg

 

De repente as palavras se reconhem como

pássaros em ninhos e seus últimos momento

de bater de asas e grunidos se entregam à imensidão

do sólido silêncio primeiramente formas opacas até que

vejamos a floresta de silêncios as palavras não existem

mais é só movimento a razão não é mais em pulsos é

contínua dizem que é no plexo solar que me deixo e

sou outro e o mesmo!

P1

Certamente algum dia

não fechará seus olhos ao tempo e

seguirá pelo caminho da glória a

solicitação de viver estará contemplada

sutil momento maré razão suprarazão

WP_001998.jpg

 

vida fora da paisagem orgânica

CDA

WP_002733.jpg

 

Leio o poema dele

Lembro como falava as palavras "coração" "distância"

Um cubo de gelo entre a roupa e pele

Um escorpião pelo corpo

Saí da palavra escrita reengenharia fonética

Ele que construiu o pensamento adoçou com um s

a simbologia do seu mundo que fez-me sentir como um sino

reverberando uma onda larga necessária ampla

perfeita porque não precisou de outros ofícios

para caber nos dias fruta das horas